Em mensagem para o Dia Mundial da Paz 2022, Papa afirma que a paz é construída com educação e trabalho. Pontífice ressalta ainda que há mais armas no mundo, hoje, do que na Guerra Fria.

Com o título “Diálogo entre as gerações, educação e trabalho: instrumentos para construir uma paz duradoura”, o Papa Francisco deu seu recado às nações para o Dia Mundial da Paz 2022. Em uma coletiva, o Pontífice afirmou que é preciso gastar com educação e não com armas.

A mensagem direcionada às nações de que deveriam gastar dinheiro com educação e não com armamentos será disseminada no dia 1º de janeiro, no Dia Mundial da Paz da Igreja Católica.

O Papa pediu ainda equilíbrio maior entre uma economia de livre mercado e a necessidade de ajudar os necessitados, além de proteger o meio ambiente. Também destacou que há mais armas disponíveis hoje do que na Guerra Fria.

O Papa expõe o paradoxo da diminuição dos investimentos no campo educativo e o aumento das despesas militares, com o mundo acumulando inclusive mais armas que no período da “guerra fria”. Por isso, o apelo é direcionado aos governantes para que invertam esta tendência, liberando recursos a serem investidos em áreas que promovam o desenvolvimento humano integral.