Bolsonaro vai cortar o dinheiro das creches municipais

O governo federal decidiu acabar com o reforço financeiro enviado aos municípios para garantir o acesso e a permanência de crianças de famílias pobres e extremamente pobres à educação infantil.

Essa ação, derruba o pilar mais importante do programa ampliação da rede pública de atendimento, o “Brasil Carinhoso” criado pelo governo Dilma, e pode prejudicar a vida de milhões de crianças. E pior: com o argumento de “compensar”, o governo vai dar um “voucher creche” para ser usado em creches privadas e vinculadas à entidades religiosas.

Só para se ter uma ideia, em 2014, os repasses para o programa “Brasil Carinhoso” aos municípios passaram de R$ 1,1 bilhão. Com Bolsonaro (e antes da pandemia), R$ 6,5 milhões. Redução de assustadores 99,5%.