14,6% de desemprego é a nova marca desse governo

Bolsonaro amarga recordes: pior governo, maior rejeição, alta nos desmatamentos, recorde nos cortes da educação, aumento da fome e da miséria, maior alta dos preços dos alimentos e combustíveis e, agora, o desemprego em massa.

E esses dados não mostram as pessoas que trabalham mas trabalham na informalidade, com ganhos inferiores a um salário mínimo e sem nenhum tipo de seguridade, como entregadores por app por exemplo, bem como não inclui as pessoas desalentadas, que desistiram de procurar um trabalho muitas vezes porque não têm nem o dinheiro da condução pra ir atrás de serviço.

A situação é grave e só tem um remédio: Bolsonaro sair da presidência. Ele já mostrou ser incapaz de governar o país e de cuidar da população.