Proposta elaborada pelo vereador Adnan El Sayed (PSD) prevê multas pesadas pra quem aplicar e pra quem receber vacina fora do plano nacional de vacinação contra a Covid-19 em Foz do Iguaçu.

No texto, estão previstas sanções que vão para além daquele que furar a fila da vacina e podem chegar aos agentes públicos envolvidos na aplicação, autorização e fiscalização das doses destinadas à cidade, podendo incluir coordenadores, diretores, secretários e até mandatários públicos.

Segundo a proposta, as multas podem variar de 20 mil a 40 mil reais, além de processo administrativo e afastamento de agentes públicos.

Vereador Adnan El Sayed

Para Adnan El Sayed, a medida é necessária para evitar o que tem sido visto em outras cidades, onde agentes usam da influência para passar por cima das regras de aplicação. “É inadmissível que pessoas prioritárias sejam prejudicadas e tenham suas vidas colocadas em risco por conta de favorecimentos ilegais e imorais de pessoas que tentam furar a fila.”, afirmou Adnan.

A proposta foi apresentada à presidente da Comissão de Turismo, Indústria e Comércio da Câmara, vereadora Anice (PL) para ser inserida em um projeto mais amplo que trata da enfrentamento da covid-19 em Foz do Iguaçu.